Cimi

Cerca de 200 indígenas do rio Xingu, Tapajós e Teles Pires afetados pela construção de usinas hidrelétricas ocuparam nesta quinta-feira, 2, o maior canteiro de obras de Belo Monte, onde trabalham seis mil operários. Os indígenas reivindicam a suspensão das obras e estudos sobre barragens, até que seja regulamentada a consulta prévia aos povos indígenas, e até que eles sejam consultados. Também exigem a retirada das tropas militares de suas terras. Ruy Sposati / Agência Raízes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s