Não foi pedalada, foi golpe

Dilma não deu pedalada nenhuma. Foi golpe e tá aí comprovado. Seis anos depois. Uma mulher foi tirada da presidência da República por não entrar no jogo do centrão, o mesmo jogo que Bolsonaro abraçou com a alma.

Ali, no impedimento, ganhava corpo o pesadelo que é o Brasil desgovernado por Bolsonaro. Sim, ganhava corpo porque a gênese de questionar o processo eleitoral e a eleição de Dilma foi um projeto inicial de Aécio Neves e seu PSDB que não soube perder. E de perder o PSDB entende bem agira, não é verdade?!

Print de publicação de Dilma Rousseff no twitter

Aliás, minha gente, perder é parte de qualquer jogo especialmente do democrático e tem um candidato aí, que tem 30% de intenção de votos da população brasileira, e tem pavor da ideia de perder e por quê? Porque a exemplo de seu mestre, Trump dos EUA, a conta da justiça chega. Chegou lá e vai chegar aqui… Bolsonaro sem a presidencia será como um de nós, ao alcance da justiça comum, não poderá se esconder no cargo da presidência e nem proteger seus filhos.

A justica chega, mas sabemos, demora… mas o voto é rapidinho. Dia 2 é a sua opinião que vale.

A sua opinião, não a dos milionários deste país como Paulo Guedes, que acham que está tudo bem. Bora votar lembrando que tem 33 milhões de pessoas passando fome! Não acredita? Bote os pés na rua. Abra seus olhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s